Ritmos Sul-americanos: Tudo o que você deve saber sobre a música na Argentina

0

A diversidade cultural da Argentina é um dos aspectos mais interessantes deste país sul-americano. Buenos Aires, sua capital, é uma cidade repleta de museus, teatros, festivais de todo tipo e inclusive exposições ao ar livre das mais variadas expressões artísticas. A música na Argentina é, provavelmente, o melhor exemplo desta diversidade e na nossa matéria fazemos um resumo dos ritmos do sul que todo turista deve conhecer para aproveitar ao máximo o encanto deste grande país.

O tango é o ritmo musical mais conhecido da Argentina; No entanto, o país oferece uma ampla oferta cultural

O rock nacional

Na metade da década de 1950 o rock estadunidense começava a penetrar nas mentes dos jovens músicos argentinos. Algumas bandas começaram fazendo covers de canções de bandas internacionais, mas na década de 1960 nasceu o “rock nacional”, com letras e estilos próprios. Desde então, surgiram dezenas de grupos e nomes como o de Luis Alberto Spinetta, Charly García, Fito Páez, Pedro Aznar, Patricio Rey e seus Redonditos de Ricota, e Gustavo Cerati com Soda Stereo, uma das mais importantes da Argentina e do mundo ibero-americano.

O rock corre pelas veias dos argentinos, o único país que desenvolveu uma cultura de rock nacional na região e que foi fortemente reforçada na década de 1980. Então, faça sua viagem e prepare seus sentidos para aproveitar esse ritmo musical. Em Buenos Aires, existem dezenas de bares que homenageiam o rock nacional, entre eles se destaca o Rodney Bar (Rodney 400 y Jorge Newbery, no bairro da Chacarita), Mitos Argentinos (Humberto Primo 489, bairro de San Telmo), El Emergente (tem duas sedes: Acuña Figueroa 1030, em Almagro, e Gallo 333, em Abasto), Makena Cantina Club (Fitz Roy 1519, Palermo) e Niceto Club (tem duas sedes: Niceto Vega 5510 e Humboldt 1358, em Palermo).


O tango argentino

É impossível falar de tango e não pensar na Argentina. Não há como resistir ao som do bandoneon e do espetáculo que resulta dessa dança caracterizada por seus movimentos sedutores. O tango é o resultado de múltiplos ritmos musicais que desembarcaram no Rio da Prata e que se fundiram com os sons dos nativos. Tem um pouco da Espanha, da Itália, do Oriente Médio e da África, por isto é a melhor demonstração da importância da imigração para a Argentina.

Nasceu no século XIX e se converteu na dança preferida dos bairros populares de Buenos Aires e Montevidéu. Foi declarado pela Unesco como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade e é uma das atividades culturais na Argentina que nenhum turista deve perder. Tem espetáculos de tango ao ar livre nas áreas turísticas portenhas como na rua Florida e na praça Dorrego de San Telmo. Os shows de tango nas famosas e tradicionais casas de tango da cidade oferecem uma experiência única e existem opções para todos os gostos e bolsos.

Reserve online seu show de tango em Buenos Aires


A cumbia

Este é o ritmo que não falta nas baladas da Argentina, especialmente em Buenos Aires. Ainda que existam lugares onde se escuta exclusivamente o rock ou a música eletrônica, estes casos são uma exceção. Todas as discotecas da moda têm seu momento de cumbia argentina e o furor gerado é indiscutível. Ainda que tenha uma forte influência da cumbia colombiana, país onde nasceu este ritmo musical caribenho, a cumbia argentina tem grandes diferenças na melodia, nos instrumentos utilizados, na forma de dançar e até nas letras.

A cumbia já era escutada na década de 1970, mas no final do século XX, em plena crise econômica na América do Sul, nasceu à famosa cumbia villera, uma vertente deste ritmo musical protagonizada por músicos dos setores mais pobres da sociedade portenha. O conteúdo das canções falava da violência e da precariedade que se vivia nas comunidades menos favorecidas de Buenos Aires no final de 1990 até 2010 aproximadamente. Atualmente, a cumbia é ouvida e dançada em todos os setores da sociedade e suas letras também são diversificadas.

Os clubes da moda em Buenos Aires têm seu momento de cumbia argentina; você não pode perder!


O folclore

Os principais ritmos musicais do folclore argentino nasceram na zona rural e se infiltraram nas grandes cidades durante os anos 30 e 40. Já nos anos de 1950 tinha se convertido no gênero musical mais popular para os argentinos junto com o tango. Entre os ritmos mais importantes estão a chacarera, a payada, a milonga campera, o malambo, o candombe, a murga portenha, o chamamé e a zamba.

A cidade de Buenos Aires abriga múltiplos espaços culturais onde se pode dançar todos estes ritmos e a cada sábado e domingo têm apresentações de danças em feiras e parques. As Feiras de San Telmo e Mataderos oferecem aos domingos um espetáculo gaúcho muito autêntico, e para aqueles que preferem algo mais dançante podem fazer um Tour Milongas de Buenos Aires e aproveitar o show de bailarinos profissionais.

Dica de viagem: As fazendas localizadas nos arredores de Buenos Aires também contam com um espaço dedicado ao folclore argentino, por isso é uma excelente opção passar um dia na fazenda e descobrir os aspectos de maior destaque da cultura argentina.

Entre em contato com a nossa equipe de especialistas da Bsas4u e solicite um tour de folclore especialmente para você

As Feiras de San Telmo e Mataderos oferecem aos domingos um espetáculo gaúcho muito autêntico

A música argentina é inesgotável e além destes ritmos que são parte essencial da sua cultura, o país conta com uma oferta de shows e festivais verdadeiramente extensa e variada. Os amantes da música clássica não podem perder os espetáculos do Teatro Colón, tanto os que acontecem nos seus auditórios como os que são organizados ao ar livre na praça que fica em frente ao teatro.

Os fãs do jazz devem ficar atentos à semana de 14 a 19 de novembro de 2018, dias nos quais se realizará o Festival Internacional de Jazz em Buenos Aires. Durante todo o ano você também pode curtir shows ao vivo em alguns clubes de jazz como: Notorious (Av. Callao 966, perto do centro), Virasoro (Guatemala 4328, Palermo) ou Thelonious (Nicaragua 5549, Palermo).

Outro evento que se destaca é o Festival da Cidade Emergente, que este ano se realizará de 19 a 23 de setembro de 2018, onde a música, o cinema, a arte, a moda, a comedia, a poesia, a dança e a arte de rua enchem de vida o Centro Cultural Recoleta. Agende seus festivais e viva as melhores experiências de viagem de Buenos Aires e de cada província da Argentina.

Por: Keilma Rojas, editora de conteúdos digitais da Daytours4u