10 curiosidades sobre o espanhol e seus dialetos que você vai querer conhecer antes de viajar para a América do Sul

0

A América do Sul transmite alegria e euforia, entre uma inesgotável lista de sentimentos a mais, e isso é um fato inquestionável. Estas emoções sul-americanas são percebidas através de infinitos aspectos como sua gastronomia, sua diversidade, a exuberância de suas belezas naturais e seu idioma. Hoje, como a cada dia 23 de abril, celebramos a particularidade dos nossos dialetos no Dia Mundial da Língua Espanhola e nós o faremos através desta breve matéria sobre as 10 curiosidades sobre o espanhol que com certeza você vai querer saber antes de viajar ao nosso continente.


1) 567 milhões de pessoas falam espanhol no mundo, isso representa cerca de 7,8% da população mundial.

2) É a segunda língua materna do mundo por número de falantes, depois do mandarim que conta com mil milhões de falantes.

3) 19 países têm o espanhol como língua oficial e cerca de 90% dos hispanofalantes estão no continente americano.

4) É o idioma mais rápido, segundo um estudo da Universidade de Lyon que reuniu 59 pessoas para ler os mesmos 20 textos em voz alta e em 7 idiomas distintos. A rapidez está baseada na quantidade de sílabas que um falante médio pode pronunciar por segundo. Depois do espanhol está o japonês, ainda que você não acredite. Talvez seja por isso que os japoneses consideram o espanhol como a língua mais fácil de aprender.

5) O Dia Mundial da Língua Espanhola é celebrado no dia 23 de abril em homenagem ao escritor espanhol Miguel de Cervantes, autor de “Dom Quixote”, o livro mais editado e traduzido da história depois da Bíblia. Cervantes morreu no dia 22 de abril de 1616, mas sua morte foi registrada no dia do enterro dele, dia 23 de abril, por isso esta data foi escolhida.

6) Existem múltiplas variações do espanhol no continente americano. O espanhol da Cordilheira dos Andes inclui as regiões montanhosas do Equador, da Argentina, do Peru, do Chile, da Colômbia e da Venezuela. Os andinos normalmente são as pessoas mais amáveis e respeitosas, formais na hora de falar e tendem a usar muitos diminutivos: pequenininho, filhinho, mamãezinha, etc.

7) O espanhol paraguaio está profundamente misturado com a língua nativa guarani. Além de ser falado no Paraguai, também é comum escutá-lo nas províncias argentinas de Misiones, Corrientes, Formosa e no Chaco.

8) O espanhol caribenho está profundamente marcado por modismos e tem uma forte influência da Andaluzia e das Ilhas Canárias da Espanha. Esta variação é típica de Cuba, República Dominicana, Porto Rico, Panamá e das regiões costeiras da Venezuela e da Colômbia. O sotaque é contagiante e o ator Will Smith é prova disso:

9) O espanhol rio-platense é um dialeto da província de Buenos Aires na Argentina e do Uruguai. É diferente do resto da América Latina por múltiplas razões, a principal é a substituição do pronome “tú” pelo “vos”, algumas palavras têm a acentuação diferente e as palavras com “elle” soam como “ye” e em algumas regiões como “sh”. Na Argentina você também vai ouvir falar sobre um conjunto de gírias chamado lunfardo que é um produto da imigração do fim do século XIX e começo do século XX, pois com a chegada de tantos cidadãos europeus com seus próprios idiomas dividindo as mesmas casas ou cortiços, tiveram que encontrar uma forma de se comunicar.

10) No Brasil não se fala espanhol, o idioma oficial é o português. Por esta razão, sugerimos a todos os turistas que evitem falar espanhol no Brasil, se não é seu idioma nativo, pois com certeza as pessoas não vão gostar. É melhor tentar aprender algumas palavras e frases básicas em português.


Descubra o melhor da cultura sul-americana através do seu idioma. Sabemos que pode ser difícil entender as diferencias de cada país, mas a nossa diversidade vai fazer você se apaixonar. Em todo caso, esperamos que não exagere como estes cantores que resumem em poucos minutos a experiência de falar espanhol na América Latina.

Por: Equipe de Conteúdos da Daytours4u