A idade de ouro do turismo

0

Começamos a amar a arte de viajar graças à liberdade que sentimos ao nos encontrar com outra cultura, a vertigem que a gente sente quando saímos da vida cotidiana e nos expomos aos cheiros, sabores, sons, sensações diferentes. No entanto, não importa se você viaja por diversão, estilo de vida, trabalho ou moda, o que poucos notam é que toda essa estrutura que existe por trás está composta por muitíssimas pessoas que decididas a fazer da arte de viajar uma profissão, trabalham para que os outros possam aproveitar o seu descanso.

Francis Ford Coppola, hotelería, viajes y storytelling

Francis Ford Coppola na cúpula do WTTC conversando sobre hotelaria, viagens e storytelling

Durante o WTTC Summit realizado em Buenos Aires no dia 18 e 19 de Abril passados, sua Presidenta e CEO, Gloria Guevara Manzo, afirmou que 1 de cada 10 trabalhos estão respaldados pelo setor de viagens e turismo, e por mais que esta cifra a primeira vista pareça arriscada, nós as OTA´s podemos confirmar este argumento. Por mais simples que pareça, a partir do momento que você começa a se interessar por um destino procurado na Internet, até o dia em que você volta para casa e compartilha suas experiências nas redes sociais, existe toda uma cadeia de promoção, desenvolvimento, produção e de logística que abarca do conteúdo online, até o acontecimento de uma operação turística no destino.

Nosso trabalho diário se nutre do trabalho de profissionais em áreas tão diversas como a programação e o web design, redação, marketing, publicidade, até transportadores, guias turísticos, tradutores, empregados da gastronomia, e em casos como os serviços de turismo sustentável, se envolvem líderes comunitários, artesãos, comunidades indígenas, entre outros atores de uma lista interminável. É evidente sua influência direta e imediata na sociedade e também, no planeta.

WTTC Summit Buenos Aires 2018

Patricia Espinosa, Secretaria Executiva da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (CQNUMC)

Segundo dados da OMT, durante o ano de 2017 foram registrados 1.322 milhões de turistas em todo o mundo e a estimativa é de que no final de 2018, esta cifra aumente entre um 4% e um 5%, o que nos coloca, usando as palavras dos diretores do WTTC, na idade de ouro do turismo, na qual viajar deixou de ser uma tendência para se transformar em uma parte essencial do estilo de vida de alguns e numa fonte de emprego para muitos outros.

Escolha um trabalho que você goste e não terá que trabalhar nem um dia da sua vida, disse Confúcio e assim mesmo, esperamos que nosso trabalho contribua para positivar o turismo, para que mais do que uma indústria sem chaminés, seja uma indústria com vocação de serviço ao planeta e a sociedade, em que colegas, amigos, clientes e todos aqueles que têm nos acompanhado, retribuam e se sintam retribuídos. Para nós sem dúvida, fazer parte disso na América do Sul, tem sido e continuará sendo a viagem das nossas vidas.

Tem equipe!

Por: Nohelia Sánchez  – Turista, sul-americana, diretora e cofundadora da Daytours4u